Versos de uma semana.

Ei…

Ei você…

Você mesmo, aí.

Toda assim, escondida.

Não era isso que aquela música dizia…

.

Por que me enganas…?! – Te escondes

Por trás dessas chamas do teu silêncio maroto…

Eu só vejo um garoto – tristonho, bizarro… Torto.

Es… Não, nem tudo são rimas afinal.

.

Mas um final tudo tem,

E não pensei que tivesse que pensar mais sobre despedidas amargas.

“Está [tudo] bem…” Eu poderia dizer.

Não para mim, nem para ti.

Estarei apenas sozinho aqui e ali.

Nas encostas cheias de mato das estradas para fim do mundo.

.

Sujo, imundo.

Seco…

À espera de um trêm que custa a chegar

Daqueles lindos campos ermos que nem existem mais.

.

Rodrigo Viana Passos.